Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Voluntários da Corticeira Amorim plantam 2014 carvalhos e sobreiros

Portugal 27/1/2014

Iniciativa decorreu em zona do Caramulo devastada por incêndios florestais
 

À semelhança do que vem sendo habitual, os colaboradores da Corticeira Amorim juntaram-se à Quercus para mais uma ação de reflorestação com árvores autóctones de Portugal.

A iniciativa decorreu num baldio da serra do Caramulo, também com o objetivo de homenagear as corporações de bombeiros. Além dos colaboradores da Corticeira Amorim e membros da Quercus, participaram voluntários dos bombeiros de Tondela e Campo de Besteiros e da Junta de Freguesia de Guardão.

A ação decorreu numa área de três hectares, ardida há dois anos, onde foram plantadas mais de 2000 árvores e é uma das várias iniciativas de reflorestação com espécies autóctones que têm sido encetadas pelos voluntários da Corticeira Amorim. Até ao momento, foram já plantadas mais de oito mil árvores autóctones, com especial incidência de sobreiros.

A plantação de carvalhos e sobreiros na Serra do Caramulo ajudará a criar, no futuro, uma barreira ao avanço de incêndios, dado que as espécies autóctones folhosas estão mais adaptadas às condições do solo e do clima do território e são mais resistentes aos incêndios, pragas, doenças, longos períodos de seca ou de chuva intensa.

A plantação decorreu no âmbito do Floresta Comum, um programa de fomento e incentivo à criação de uma floresta autóctone com altos índices de biodiversidade e de produção de serviços de ecossistema. São parceiros a associação Quercus, o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, a Associação Nacional de Municípios e Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.