Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Corticeira Amorim e Joana Vasconcelos levam cortiça à Bienal de Veneza

Veneza 27/5/2013

Os produtos da Corticeira Amorim foram amplamente usados na transformação do cacilheiro “Trafaria Praia”, o projecto de Joana Vasconcelos, que assinalará a participação de Portugal na Bienal de Veneza. O Trafaria Praia será oficialmente inaugurado a 1 de Junho e ficará aberto ao público até 24 de Novembro.
 
Autenticamente portuguesa, a cortiça integrou a transformação do Trafaria Praia, evidenciando-se pela forte componente decorativa e as inúmeras vantagens que oferece, em termos de performance técnica e de versatilidade estética. O cacilheiro é uma obra de arte que incorpora a alma portuguesa e une as culturas e as histórias dos dois países e das duas cidades, Lisboa e Veneza, fortemente marcadas pelo papel do mar na sua história.
 
A participação da Corticeira Amorim surgiu da vontade da artista Joana Vasconcelos que, na concepção do cacilheiro, definiu como prioritária a incorporação de materiais fortemente identificativos da cultura portuguesa tornando-se, assim, óbvia quer a escolha da cortiça quer a associação à Amorim, líder desta indústria.
 
Segundo Joana Vasconcelos: “O apoio da Corticeira Amorim ao Pavilhão de Portugal trouxe ao projecto o elemento natural, a cortiça, um produto com um potencial extraordinário que é também hoje um elemento de distinção de Portugal no mundo.”
 
Por sua vez, António Rios de Amorim, Presidente da Corticeira Amorim, contextualiza esta parceria “Há vários anos que, estrategicamente, associamos a marca Amorim e a cortiça natural a grandes manifestações culturais internacionais. Estamos certos que esta presença na Bienal de Veneza, potenciada pela liderança criativa da Joana Vasconcelos, aumentará o prestígio do nosso país, reforçando as vantagens competitivas de empresas exportadoras, como é o caso da Corticeira Amorim.”
 
No “Trafaria Praia”, a cortiça assume forte visibilidade desde o cais de acesso ao cacilheiro, onde foram colocados 100 blocos de aglomerado de cortiça expandida de alta densidade. O carácter decorativo da cortiça é evidenciado também na coluna ao alto do cacilheiro que se prolonga e assume a função de um banco, que dará apoio aos visitantes que aguardam a próxima viagem.
 
A cortiça reveste ainda o piso e tecto do barco, nomeadamente as amuradas e a cobertura exterior. Para as zonas mais sujeitas a humidade, como o pavimento exterior, foi seleccionado um compósito de cortiça com borracha.  
                                                                                                                     
A integração de cortiça no Trafaria Praia é mais um importante passo na associação de cortiça e da Corticeira Amorim a grandes exposições internacionais, como é exemplo recente o Serpentine Gallery Pavilion 2012, de Herzog & de Meuron e Ai Weiwei. Estes eventos têm permitido à Corticeira Amorim afirmar a cortiça como material de referência para obras de arquitectura icónica e uma projecção sem precedentes no que respeita à sua associação com o design, como são exemplo a Cork Table da Vitra e a estrutura Quiet Motion da BMW, dois trabalhos com cortiça dos conceituados designers franceses Erwan & Ronan Bouroullec.
 
Crédito das fotos: Luís Vasconcelos/©Unidade Infinita Projectos.