Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Cortiça na Missão IXV da Agência Espacial Europeia

Desde o início da exploração espacial que a cortiça tem sido utilizada na indústria aeroespacial, com tanto êxito que Donald Thomas, astronauta da NASA, chegou a afirmar: “Nunca saias da Terra sem cortiça”.

Na missão IXV da Agência Espacial Europeia (ESA), a cortiça integrou o Sistema de Proteção Térmica Ablativa, concebido graças a um sofisticado programa de engenharia. O projeto foi coordenado pela Thales Alenia Space de Itália e a ESA, e contou com a colaboração da Amorim Cork Composites, que desenvolveu um compósito de cortiça capaz de proteger a estrutura do veículo espacial dos efeitos do ambiente térmico, desde a fase inicial, ainda no solo, à reentrada na atmosfera e fase de descida.

No Sistema de Proteção Térmica Ablativa (TPS) foram utilizados dois materiais: o aglomerado compósito P50 da Amorim Cork Composites, com uma elevadíssima capacidade de isolamento térmico, e um material baseado em silicone que cobre as antenas e dispositivos eletrónicos.

“O IXV abriu um novo capítulo para a AEE em termos de capacidade de reentrada e possibilidade de reutilização.”

- Jean-Jacques Dordain, Diretor-Geral da ESA