Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Máxima eficiência em projetos de última geração

Comboios de última geração, autocarros, navios e aviões mais leves, mais confortáveis e ecoeficientes, graças à cortiça, são projetos em que a Corticeira Amorim está plenamente envolvida.

O setor dos transportes tem vindo a assumir-se como prioritário para a Corticeira Amorim, que integra já vários consórcios constituídos por empresas com competências em diferentes áreas tecnológicas.

Um dos projetos mais recentes e inovadores envolve o transporte marítimo. Aqui, a cortiça tem um papel importante na redução do peso dos navios, assegurando um maior conforto dos passageiros e uma construção ecológica em conformidade com os exigentes parâmetros da Organização Marítima Internacional (IMO).

Um inovador decking primário de cortiça, utilizado em cruzeiros fluviais de luxo construídos pela MV WERFTEN em parceria com Wolznautic e a Corticeira Amorim, permite uma redução de peso de 7 toneladas por navio. Para além da leveza e facilidade de instalação, esta solução com compósito de cortiça confere maior conforto térmico e acústico, revelando-se um material único em termos técnicos e funcionais, com enormes benefícios para este sector.

"Nos transportes fluviais, a cortiça é protagonista da construção sustentável. Um inovador decking primário de cortiça permite reduzir em 50% o peso do convés, contribuindo para navios mais seguros e eficientes e oceanos mais limpos”

Por terra, mar e ar, a cortiça não deixa de surpreender pela inovação e versatilidade das suas aplicações. O inovador metro de superfície Inspiro, concebido pela Siemens para ser o mais moderno, eficiente e sustentável da sua classe é exemplo disso. Este revolucionário metro, introduzido na Polónia, conjuga o design com a tecnologia de ponta e usa menos energia, graças a uma série de medidas de eficiência.

"O recurso a um inovador piso de cortiça (Alucork), torna o metro da Siemens num dos mais leves de sempre - o piso é 30% mais leve, comparativamente aos modelos tradicionais. Além disso, oferece um excelente desempenho técnico, acústica melhorada e isolamento térmico."

As soluções da Corticeira Amorim exploram a leveza natural da cortiça e as propriedades de isolamento acústico e térmico, de modo a criar sistemas de interiores inovadores e ambientalmente sustentáveis. São aplicadas como núcleo em estruturas com elevados requisitos técnicos – em pisos e laterais/painéis de teto, como acontece no Inspiro, ou em bancos, divisórias e outros possíveis locais.

A cortiça contribui de modo importante para a leveza e consequente redução do consumo energético, a durabilidade das estruturas, a resistência ao fogo e a altas temperaturas e a sua utilização resulta num aumento do conforto. E quando o requisito é o ecodesign, acrescenta mais-valias ao conceito, graças à versatilidade de se moldar e aos benefícios ambientais que lhe estão associados.

Mas o papel da cortiça não termina aqui. Nos transportes ferroviários, as aplicações de cortiça estendem-se às próprias infraestruturas, como as ferrovias. Compostos de cortiça são desenhados para serem usados como tapetes de carril, placas de assentamento, mantas de travessas e de balastro. Disponíveis numa variedade de espessuras, estes materiais fornecem diferentes graus de atenuação do impacto para transporte ferroviário ligeiro e pesado, em carris sobre lajes de betão ou sobre balastro, e são ainda utilizados em locais especiais da via como aparelhos de mudança de via, passagens de nível e viadutos.

Em suma, a cortiça responde com eficácia aos objetivos técnicos e ambientais que constituem o paradigma dos transportes do futuro, como demonstram os projetos já desenvolvidos com a participação da Corticeira Amorim.

Projeto ISEAT – desenvolvimento de bancos ferroviários inteligentes para comboios de longo curso e alta velocidade, recorrendo a soluções mais integradas, leves, confortáveis e amigas do ambiente, como a cortiça.

Projeto EcoTrain – desenvolvimento de novos componentes de compósitos de cortiça para comboios de última geração. A cortiça é aplicada no piso, nas divisórias e nos painéis laterais.

Projeto IBUS – conceito inovador e mais ecoeficiente para autocarros de turismo. As tampas das bagageiras incorporam compósito com núcleo de cortiça, que aumenta a resistência e reduz o peso das bagageiras até 50%. O mesmo tipo de compósitos é aplicado em painéis laterais, com melhorias no isolamento térmico e acústico e no piso.

Projeto LIFE – sob o conceito da aviação executiva do futuro, surge uma cabine de uma aeronave inovadora, confortável e sofisticada. Combinam-se soluções e tecnologia de ponta com materiais naturais e sustentáveis, como o couro e a cortiça.

Know-how em isolamento de energia

A Corticeira Amorim tem uma experiência de mais de quarenta anos no fornecimento de soluções de isolamento térmico e antivibrático para o mercado dos transformadores elétricos de potência e distribuição de energia. Responde às mais exigentes necessidades, seja no desenvolvimento de polímeros customizados, em testes de produtos ou em soluções inovadoras adaptadas à realidade de cada cliente.

O resultado é uma gama de produtos de engenharia preparados para situações de aplicação muito específicas e até críticas - por exemplo, a selagem de equipamentos sujeitos a temperaturas extremas - ou mesmo equipamentos de baixo ruído e soluções antivibráticas. Com uma longa história no êxito da cortiça em transformadores, reatores, buchas e outros componentes, o grande envolvimento técnico e o know-how da Corticeira Amorim nesta matéria são amplamente reconhecidos.

Nas energias alternativas, a cortiça apresenta-se também como uma solução preferencial. Graças à sua leveza e capacidade natural de isolamento térmico e amortecimento, é incorporada nas pás das turbinas eólicas.

O pó de cortiça também pode ser usado para a geração de energia. A própria Corticeira Amorim satisfaz mais de 60% das necessidades energéticas com recurso a este tipo de biomassa. Saber mais