Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Corticeira Amorim lança moldação 3D em cortiça

6/6/2017

- Novo compósito responde aos desafios da tecnologia de moldação 3D, permitindo criar formas complexas em cortiça;

- Desenvolvimento assegurado no âmbito da Amorim Cork Composites, em parceria com uma equipa de especialistas suecos, com longa experiência na área.

 

A Corticeira Amorim estabeleceu uma parceria com empresas suecas, detentoras de uma longa experiência na indústria do mobiliário e em técnicas de moldação para madeira, que permite à líder mundial do setor entrar numa nova área de negócio, a moldação 3D. A inovação contemplou o desenvolvimento de um novo compósito de cortiça e a adaptação das próprias técnicas de moldação para que, pela primeira vez, se recorra a tecnologia de moldação 3D para processar industrialmente a cortiça.

Para Carlos de Jesus, Diretor de Marketing e Comunicação da Corticeira Amorim, “O lançamento de uma área de moldação 3D em cortiça é possível pela incessante vontade da Corticeira Amorim de criar, de forma continuada, novas aplicações de maior valor para o mercado.” E acrescenta: “Mais uma vez, esta é uma inovação feita em parceria, unindo-se assim o know-how que detemos da matéria-prima a um vasto conhecimento que os nossos parceiros têm neste tipo de técnicas de moldação.”

Para o formato 3D - que viabiliza a criação de formatos complexos em cortiça - a Corticeira Amorim contou com o envolvimento de uma equipa multidisciplinar de designers, engenheiros e químicos.

Findo este percurso, a Amorim Cork Composites está agora habilitada para desenvolver soluções competitivas para projetos de grande escala da indústria do mobiliário, contemplando a construção de moldes, o suporte técnico na industrialização de produtos e a performance acústica das soluções.

Note-se que, cada forma 3D se apresenta como um novo desafio, pelo que o conhecimento e o domínio destas técnicas de moldação são da maior importância. Simultaneamente, o novo compósito de cortiça responde efetivamente aos formatos curvilíneos característicos do 3D.

Neste âmbito, dependendo da aplicação a que se destina, a cortiça pode ser moldada com diferentes materiais que estão disponíveis no mercado, como folheados de madeira, materiais orgânicos ou fibras de poliéster, sendo que todos eles beneficiam dos atributos sensoriais e funcionais deste material natural.